segunda-feira, 23 de maio de 2011

A classe política (99%) me causa nojo




.
Não sou jornalista, advogado, personalidade nacional e nenhum político.
Mas nem por isto deixo de ter opinião e nem acho que ela seja menos importante ou inteligente do que as faladas ou escritas por qualquer um dos profissionais citados.
Orgulho-me de ser professor, da minha honestidade, da minha independência e do meu caráter.
Revolto-me diante das injustiças.
Sinto nojo quando vejo político roubando dinheiro público e a justiça aceitando com naturalidade.
Para a justiça e para a classe política, o dinheiro estar acima dos valores morais.
Bando de senvergonha!!!
.
................................................................
.

No País, há 54 conselheiros de
TCs investigados

.

O lixo amoral tá tomando conta do país
Estão envolvidos em graves irregularidades cerca de 20% de todos os conselheiros de Tribunais de Contas do País, exatamente aqueles que encarregados de fiscalizar a correta aplicação de recursos públicos pelos governos estaduais. O levantamento da Associação Nacional dos Procuradores de TCEs está em poder desta coluna (blog do Cláudio Humberto). No total, estão sob suspeita, a maioria por corrupção, 54 conselheiros de 17 estados.

No Sudeste, seis conselheiros de São Paulo são investigados. Quatro em Minas, três no Rio de Janeiro e outros três no Espírito Santo.

Na região Norte, o Amazonas não tem conselheiros sob suspeita. São seis em Rondônia, cinco no Amapá, dois em Roraima, um no Pará.

Na região Sul, só em Santa Catarina não há conselheiros investigados. São cinco no Paraná e três no Rio Grande do Sul.

No Nordeste, há dois conselheiros acusados em Sergipe. No Ceará, Alagoas e Bahia, um cada. No centro-oeste: MT e o DF têm dois, cada.

Um comentário:

Aline Souto disse...

Professor!!!
fiz um blog novo!!
se segueee aiii
hehe

bjão amigo